To the bone – Porque mal posso esperar pelo novo filme da Netflix.

Nessa semana, a (maravilhosa, mas também polêmica) Netflix lançou a lista das séries e filmes que vão entrar no seu sistema em julho. Entre os lançamentos produzidos pela própria empresa está o filme To the bone, estrelado pela maravilhosa e super talentosa Lily Collins, como atriz principal.

E como a Netflix adora um assunto polêmico, mas também com relevância social (alô, 13 Reasons!), vem aí o novo foco deles: anorexia e problemas alimentares. Uma dica? Prepare-se para muita comoção e um novo sentido à vida: é tudo o que o trailer parece prometer.

Como vemos, Lily interpreta Ellen, uma garota que faz de tudo para ficar “magra”. Por isso, ela não mede esforços (mas, sim, tudo o quê come) para fazer abdominais em exagero ou subir as escadas de sua casa quando sua estrutura corporal parece não mais aguentar. Ela acredita ser saudável, forte e “feliz, até que sua família decide intervir e colocá-la em uma casa de reabilitação, com grupos de apoio e pessoas que estão na mesma situação que ela: parecendo perder o sentido de viver.

É com muita luta e ajuda do coordenador de seu grupo que Ellen, aos poucos, começa a se sentir viva novamente, além de ver a graça nos pequenos detalhes. E é aí que, assim como para ela, o filme começa a dar um novo sentido para a sua vida também. Esse tipo de filme é muito parecido com The Fundamentals of Caring, também original da Netflix, na qual um cuidador de um cadeirante precisa lutar para encontrar motivos e dar novas alegrias ao seu cliente, Ben.

A importância do filme se dá pela necessidade de falar sobre esses tipos de distúrbios alimentares, já que é bem mais fácil julgar a ajudar alguém em uma situação assim. Ainda assim, pela influência digital e a pressão que todos sofremos em termos corpos “perfeitos”, o problema (que já era recorrente) se agrava muito mais, principalmente nas mais jovens e vulneráveis com essa pressão, assim como eu. Afinal, quem nunca teve aquela amiga, ou até já não deixou de comer porque achava que estava “gorda” demais e que isso mudaria para melhor em alguma coisa? Vou dizer uma coisa: não muda, só piora cada vez mais. Te deixa pior com o teu corpo, mais estressada pelos desejos que não se concretizaram.

Por isso, uma salva de palmas para a Netflix. É assim, conversando e trazendo o assunto à tona, que vamos conseguir ajudar mais e ficar atentos com aqueles a nossa volta. Mal posso esperar para ver To the Bone, dia 14 de julho na Netflix.

FILMES

Anúncios

3 comentários sobre “To the bone – Porque mal posso esperar pelo novo filme da Netflix.

  1. Lente Cultural disse:

    Ainda mais em tempo de digital influencer e pior nas tais “musas fitness” que como erva daninha a cada dia vem crescendo e influenciando crianças, jovens e adultos que ao invés de procurarem um profissional da saúde, preferem cair na ilusão de mudança rápida que são mostradas em fotos. Lembra uns anos atrás que atrizes como Lindsay Lohan eram perseguidas massantemente pela imprensa e se falava direta nos distúrbios alimentares? Esse assunto precisa ser falado a exaustão novamente em todas as mídias digitais. Mas isso só vai acontecer quando alguns dos instagram com maior número de seguidores começar a falar a verdade e essas pessoas finalmente falarem a verdade que tem distorção de imagem por regular comida e pesar 24/7 dia, que o que mostram de produtos é tudo publi/jaba etc.
    Vou conferir!

    Embora não tenha assistido ainda nenhum filme com a Lily Colins (só vejo os looks etc), acho ela linda, beleza tipo princesa, ainda mais com a sobrancelha grossa que a destaca de outras.

    Curtido por 1 pessoa

    • juliaazambuja disse:

      Eu acho que era bem nova quando a Lindsey estava passando por essa fase, mas recordo, sim, que ela sempre sofreu com essas questões por estar envolvida na mídia desde novinha… E sim, super concordo com essas questões que você disse!!! Acho super importante que as grandes influenciadoras contém um pouco mais sobre essa pressão que, de certo modo, acabam recebendo com os grandes números de seguidores… Tem uma modelo plus size que eu admiro demais porque ela está sempre compartilhando com as suas seguidoras – inclusive eu!- a pressão que sofre das mídias, das campanhas que alteram seu corpo e mensagens maravilhosas de todo corpo é lindo!!! Confere aí: @iskra no Instagram!! Beijinhos!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s